Segunda, 10 de Maio de 2021
67 99679-8975
Polícia AMEAÇA DE MORTE

Em Rio Verde de MT/MS, mulher afirma que marido colocou faca no pescoço dela, mas diz que não quer acionar Justiça contra agressor

Ela deu declarações contraditórias para a Polícia Militar e Polícia Civil sobre o caso

02/05/2021 16h47 Atualizada há 1 semana
Por: Redação
FOTO ILUSTRATIVA/INTERNET
FOTO ILUSTRATIVA/INTERNET

Um caso de violência doméstica com ameaça foi registrado na madrugada do domingo (02) em Rio Verde de MT/MS.

Segundo informações policiais, por volta das 00h15 do domingo (02) a Polícia Militar foi chamada através do 190 para atender um caso de violência doméstica em uma residência localizada no Bairro Jardim dos Estados em Rio Verde de MT/MS.

No local, os militares conversaram com a vítima de 20 anos. Ela contou aos policiais que o marido dela – um homem de 28 anos – teria a ameaçado de morte com uma faca.

A mulher disse que horas antes estava na casa de um amigo em uma confraternização e que ela estava acompanhada do marido, mas ao retornarem para casa o homem iniciou uma discussão com a mulher e teria desferido um tapa contra o rosto da esposa. Segundo a vítima, o homem ainda pegou uma faca e colocou no pescoço da própria esposa dizendo que iria mata-la.

Para os policiais militares a mulher disse que um amigo do agressor chegou ao local e com isso o homem tirou a faca do pescoço da vítima e começou a promover um quebra-quebra na casa, danificando alguns objetos, contando o cabo de uma televisão, além de pegar e levar – antes de sair - alguns pertences como lava roupas, botija de gás, cadeiras, copos e talheres.

A vítima disse ainda que enquanto o marido colocava os objetos no carro do amigo, ela conseguiu fugir do local e pedir socorro. A mulher disse a Polícia Militar que os objetos que o marido levou já eram dela quando os dois resolveram morar juntos.

A vítima de 20 anos foi levada pela Polícia Militar até a Delegacia de Polícia Civil de Rio Verde de MT/MS para registrar a ocorrência, mas ao ser questionada sobre os fatos, ela acabou dando um depoimento contraditório ao que havia relatado aos militares.

Para a Polícia Civil a mulher confirmou que estava em uma confraternização em companhia do esposo de 28 na casa de um amigo do casal. Ela voltou a reafirmar que ao chegaram em casa, o homem a teria agredido com tapas e empurrões e que também ele havia colocado a faca no pescoço dela ameaçando-a de morte.

Ela continuou o depoimento, mas disse que conseguiu fugir do agressor e que não houve testemunhas no local, sendo assim que o tal amigo do marido não havia chegado na casa do casal no momento da agressão e da ameaça. A mulher disse ainda que ao fugir, foi até a casa de um amigo dela e pediu socorro e foi esse tal amigo quem acionou a Polícia Militar.

Segundo a polícia, a mulher não teve ferimentos e ela declarou que não pretende representar legalmente contra o agressor e tampouco, pedir medidas protetivas de urgência para manter o marido afastado dela, apesar de afirmar ter sofrido a ameaça de morte com a faca no pescoço.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.